Há 40 anos, Roberto ‘Manos de Piedra’ Durán disse ‘No más’ para Sugar Ray Leonard

Há 40 anos, Roberto ‘Manos de Piedra’ Durán disse ‘No más’ para Sugar Ray Leonard

Panamenho ficou irritado com as gozações do americano e abandonou a disputa no 8º assalto. Logo depois, sentiu vergonha de sua atitude

Wilson Baldini Jr.

25 de novembro de 2020 | 08h12

 

O Superdome, em New Orleans, na Louisiana, recebeu 25.038 espectadores, que deixaram nas bilheterias mais de US$ 3 milhões, graças aos ingressos de US$ 40 a US$ 1 mil para ver a segunda luta entre Roberto ‘Manos de Piedra’ Durán e Sugar Ray Leonard, em 25 de novembro de 1980.

No primeiro duelo, cinco meses antes, em Montreal, no Canadá, o panamenho havia vencido em um duelo espetacular de 15 rounds. Desta vez, Sugar era o favorito nas apostas na proporção de 6 por 5. Cerca de 60 países compraram os direitos de transmissão da TV ABC, que pagou US$ 2,5 milhões para o empresário Don King. Outras 345 localidades nos EUA e Canadá passaram o evento em circuitos fechados.

Para defender o cinturão pela primeira vez, Durán tinha uma bolsa garantida de US$ 8 milhões, enquanto Sugar iria receber US$ 7 milhões.

O duelo começou tão bom quanto primeiro. Sugar estava mais confiante e fez de tudo para tirar a concentração de Durán. Sapateou, deu manivela, baixou a guarda…. No oitavo round, a vantagem do americano nas anotações dos jurados era mínima: 68 a 66 (duas vezes) e 67 a 66.

Com Sugar aumentando o ritmo, Durán, de forma surpreendente, avisou ao juiz que não iria seguir na luta: ‘No sigo, no sigo, no sigo”. Para alguns jornalistas próximos ao ringue, Manos de Piedra teria dito “No, más”.

Sugar foi declarado vencedor por nocaute técnico e Durán chegou a falar que sentia dores estomacais. Versão desmentida pelo próprio lutador a caminho do hospital depois do combate. A amigos próximos, Durán teria dito estar envergonhado com sua atitude e que teria ficado irritado com a postura debochada de Sugar.

Durán foi muito criticado no Panamá e acabou sendo multado pela comissão atlética em US$ 7,5 mil. Os dois voltariam a lutar em 1989, com nova vitória de Sugar, desta vez por pontos, após 12 assaltos.

 

 

Tudo o que sabemos sobre:

boxeRoberto DuranSugar Ray Leonard

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.