Jaime Munguia x Tureano Johnson lembra Evander Holyfield x Bert Cooper de 1991. Mexicano é bom demais!

Jaime Munguia x Tureano Johnson lembra Evander Holyfield x Bert Cooper de 1991. Mexicano é bom demais!

Veterano, de 36 anos, tentou lutar o tempo todo no corpo-a-corpo, mas o jovem astro do boxe internacional mostrou técnica, preparo físico e eficiência

Wilson Baldini Jr.

31 de outubro de 2020 | 13h31

 

Jaime Munguia ratificou, nesta sexta-feira, que tem totais condições de ser apontado como um dos futuros grandes campeões do boxe mexicano. Em uma luta muito complicada, Munguia mostrou técnica, preparo físico e eficiência para bater o veterano Tureano Johnson, em Índio, Califórnia.

Johnson, de 36 anos, veio para lutar no corpo-a-corpo, evitando deixar espaço para o boxe mais técnico de Munguia. O lutador das Bahamas surpreendeu no primeiro assalto e chegou a acertar bons golpes.

No segundo round, Munguia passou a atacar mais na linha de cintura e a utilizar o upper. Aos poucos, o mexicano foi diminuindo a resistência do valente Johnson, que não conseguiu voltar para o sétimo assalto por causa de um enorme corte na boca e outro no supercílio esquerdo.

A estratégia de Johnson lembrou muito Bert Cooper diante de Evander Holyfield, em 1991. Naquela oportunidade, o desafiante chegou a derrubar o campeão, mas sofreu nocaute técnico no sétimo assalto.

Aos 24 anos, Munguia, que é treinado pelo ex-campeão Erik Morales, soma 36 vitórias, com 29 nocautes. Tem tudo para seguir o caminho de Chavez, Barrera, Marquez, Morales….

Veja a vitória de Munguia e na sequência a vitória de Holyfield.

 

 

Tudo o que sabemos sobre:

boxeJaime MunguiaTureano Johnson

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.