Joe Cortez, lendário juiz de boxe, é diagnosticado com covid-19

Joe Cortez, lendário juiz de boxe, é diagnosticado com covid-19

Aos 75 anos, o nova-iorquino com origem porto-riquenha, que dirigiu 947 lutas, está internado em Las Vegas e, segundo sua esposa, responde bem aos medicamentos

Wilson Baldini Jr.

16 de novembro de 2020 | 09h36

 

O ex-juiz Joe Cortez, de 75 anos, integrante do Hall da Fama do Boxe, continua internado em um hospital em Las Vegas, diagnosticado com a covid-19 desde a madrugada de domingo, mas responde bem aos medicamentos impostos pelos médicos.

Sylvia Cortez, esposa do juiz aposentado, garantiu que o marido respondeu bem ao tratamento, mas continuará internado sob supervisão médica por mais alguns dias. “Joe está bem e alerta. Ele não está respondendo às mensagens (nas redes sociais) porque queríamos que ele ficasse calmo e se recuperasse mais rápido”, disse Sylvia.

“O sintoma que refletiu nele foi uma pequena pneumonia e a partir daí decidiu-se iniciar os protocolos que o tratamento desse vírus envolve. Mas graças a Deus ele está bem e respondendo. Não conseguimos ficar com ele devido ao protocolo, mas recebemos um boletim diário e sabemos que graças a Deus ele está melhorando.”

A hospitalização de Cortez foi revelada pelo presidente do Conselho Mundial de Boxe (WBC), Mauricio Sulaimán, por meio de uma mensagem no Twitter em que ele desejava à popular figura porto-riquenha uma rápida recuperação.

Com origem porto-riquenha e nascido em Nova York, Cortez, que foi eleito para o Hall of Fame em 2011, se aposentou do esporte em 2012 quando arbitrou a luta entre Saúl “Canelo” Álvarez e Josesito López no MGM Grand em Las Vegas, após 947 lutas. Ele trabalha atualmente na Comissão Atlética de Nevada e é responsável por supervisionar o novo projeto de replay instantâneo que está em andamento em Las Vegas há algum tempo. Ele também trabalhou como analista para a ESPN Deportes.

 

 

Tudo o que sabemos sobre:

boxeJoe Cortezcovid-19

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: