Julio Cesar Chavez Jr. é suspenso por tempo indeterminado após se negar a realizar exame antidoping

Fato ocorreu em outubro do ano passado, antes da luta contra Daniel Jacobs. O duelo estava previsto para Las Vegas, mas acabou transferido para Phoenix

Wilson Baldini Jr.

18 de julho de 2020 | 10h17

 

A carreira de Julio Cesar Chavez Jr. pode ter chegado ao fim. Aos 34 anos, o filho da lenda mexicana foi suspenso nesta sexta-feira por tempo indeterminado pela Comissão Atlética de Nevada e do Arizona por ter se negado a fazer exames antidoping antes da luta contra o norte-americano Daniel Jacobs no ano passado.

O duelo havia sido previsto anteriormente para Las Vegas, mas acabou transferido para Phoenix. A luta ocorreu em 20 de dezembro e Chavez perdeu por nocaute técnico no quinto assalto. Em outubro, durante seu treinamento, Chavez foi surpreendido por uma equipe médica para fazer testes e não aceitou.

Com a suspensão da licença para lutar nestes dois estados norte-americanos, fica difícil que o boxeador consiga o direito de lutar novamente, antes de passar por novos trâmites nos tribunais.

Chavez tem um cartel de 51 vitórias (33 nocautes), quatro derrotas e um empate. Por várias vezes o pugilista foi envolvido em casos de drogas e excesso de bebibas. 

Tudo o que sabemos sobre:

boxeJulio Cesar Chavez Jr.dopingsuspensão

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.