Julio Cesar Chavez Jr. perde US$ 1 milhão, a luta, a credibilidade e envergonha o pai

Julio Cesar Chavez Jr. perde US$ 1 milhão, a luta, a credibilidade e envergonha o pai

Mexicano não voltou para o 6.º round, ao alegar fratura no nariz. Público no ginásio em Phoenix ficou revoltado e o lutador teve de sair escoltado

Wilson Baldini Jr.

21 de dezembro de 2019 | 02h54

 

Tal pai, tal filho. Este ditado não serve para a família Chavez.. Julio Cesar Chavez Jr. praticamente encerrou sua carreira, nesta sexta-feira, ao abandonar a luta no intervalo do quinto para o sexto assalto diante do norte-americano Daniel Jacobs, em Phoenix, no Arizona, Estados Unidos.

O boxeador mexicano alegou que não conseguia respirar por causa de uma fratura no nariz. O público, cerca de dez mil pessoas, não aprovou a atitude do lutador e demonstrou sua insatisfação ao atirar objetos sobre o ringue. Quem também desaprovou a postura do pugilista foi seu ai, Julio Cesar Chavez, um dos maiores nome da nobre arte em todos os tempos. As imagens do DAZN mostraram toda o repúdio da lenda ao lado do ringue.

Chavez, que se esquivou de um exame antidrogas antes da luta e entrou no ringue com o cabelo pintado de branco e azul, teve de deixar o quadrilátero em direção ao vestiário protegido por seguranças, que carregaram as placas anunciadoras dos roundes como escudos, e pelo ator Mickey Rourke, com um chapéu de cowboy. Mesmo assim, Chavez acabou atingido por vários copos de cerveja.

Aparentemente bem mais pesado que Jacobs, Chavez teve a iniciativa da luta nos dois primeiros assaltos. No contra-ataque, Jacobs concentrou a maioria de seus golpes na linha de cintura do mexicano e passou a ter o controle do combate.

O final do quarto assalto foi o melhor momento do duelo, quando ambos aceitaram a troca de golpes, com vantagem para Jacobs, ao acertar dois bons cruzados curtos. “Eu não lutei contra um peso supermédio. Lutei contra um peso cruzador”, afirmou o norte-americano, dono de um cartel de 36 vitórias (30 nocautes) e três derrotas. Chavez dono de 51 vitórias (33 nocautes) e um empate, perdeu pela quarta vez.

A luta quase foi cancelada, pois Chavez se apresentou com 78,335 quilos, bem acima do limite da categoria dos supermédios (76,204 quilos). Jacobs pesou 76,112 quilos. Com isso, foi feito um acordo para que o peso poderia atingir 78,471 quilos.

A organização chegou a oferecer a Jacobs para que trocasse de adversário e enfrentasse Gabriel Rosado, mas o americano não aceitou a proposta. Por fim, ficou decidido que Chavez repassaria US$ 1 milhão da bolsa de US$ 3 milhões para Jacobs.

Tudo o que sabemos sobre:

boxeJulio Cesar Chavez Jr.Daniel Jacobs

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.