Manny Pacquiao bate Keith Thurman, mostra que a vida começa aos 40 e vira um semideus

Manny Pacquiao bate Keith Thurman, mostra que a vida começa aos 40 e vira um semideus

Após conseguir um knockdown no primeiro assalto, filipino vence norte-americano, por pontos, após 12 eletrizantes rounds, em Las Vegas

Wilson Baldini Jr.

21 de julho de 2019 | 02h18

 

Sensacional, magnífica, espetacular, incrível, maravilhosa….São inúmeros os adjetivos para descrever a atuação de Manny Pacquiao, neste sábado, em Las Vegas, ao derrotar Keith Thurman.

O título dos meio-médios da Associação Mundial de Boxe é o que menos interessa.

Pacquiao parecia estar com 25 anos. Mostrou a mesma valentia, coragem e determinação que o consagraram em 24 anos de carreira.

A estrela filipina chegou a derrubar o adversário ainda no primeiro round. Foi intenso até o quinto, diminuiu o ritmo a partir do sexto, recebeu e assimilou vários golpes potentes, mas continuou preciso e venceu de forma indiscutível.

Um juiz chegou a dar vitória para Thurman (114 a 113). Talvez, enlouquecido pelo que acabara de ver em cima do ringue. Pacquiao deu uma aula para o rival dez anos mais novo, que após o anúncio oficial fez questão de ele próprio levantar o braço do mais novo semideus do boxe. Os outros dois jurados apontaram 115 a 112 para Pacman.

Parabéns, Pacquiao. Eita baixinho bom de briga.

Tudo o que sabemos sobre:

boxeManny PacquiaoKeith Thurman

Tendências:

  • Fernando Torres se despede do futebol no Japão em jogo contra Iniesta e Villa
  • Torcedores do PSG não querem mais Neymar em Paris
  • Merecido! Sampaio Basquete conquista o bicampeonato da LBF
  • Podcast: personalidades do esporte analisam a situação do futebol no Brasil
  • Bruno Henrique vibra com gols no Maracanã: 'Semana mais feliz da minha vida'