Manny Pacquiao diz se sentir jovem e mira negociação com empresário inglês

Problema no coração não assusta filipino, que manda um recado. "Quem quiser lutar comigo, basta me ligar"

Wilson Baldini Jr.

26 de julho de 2018 | 13h20

 

Manny Pacquiao completa 40 anos em dezembro, mas a vitória sobre o argentino Lucas Matthyse parece ter reanimado o boxeador filipino. “Eu me sinto com 27, 28 anos. Estou motivado a buscar novos desafios e grandes lutas”, disse o multicampeão.

O comentario de Pacquiao vai contra a análise do mexicano Julio Cesar Chavez, para quem Manny não tem mais condições de enfrentar os melhores meio-médios da atualidade.

Pacquiao não confirma, mas vários meios de comunicação nos Estados Unidos noticiam negociações do pugilista com o empresário britânico Eddie Hearn. “Quem quiser lutar comigo é só me ligar”, disse o campeão dos meio-médios da Associação Mundial de Boxe.

O problema detectado no coração antes da luta com Matthysse não incomoda Pacquiao. “Roberto Duráan teve este problema a vida toda”, disse Bob Arum, que não tem mais contrato com o ídolo filipino.

Tudo o que sabemos sobre:

boxeManny PacquiaoEddie Hearn

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: