Manny Pacquiao e Fernando Nardini foram os vencedores de sábado à noite na ESPN. O boxe tem uma nova voz

Manny Pacquiao e Fernando Nardini foram os vencedores de sábado à noite na ESPN. O boxe tem uma nova voz

Em seu primeiro trabalho na nobre arte profissional, narrador foi preciso, rápido e corajoso como o grande campeão filipino

Wilson Baldini Jr.

23 de julho de 2019 | 11h28

 

 

Sempre ouvi colegas de trabalho dizendo que o boxe é um dos esportes mais complicados para se trabalhar. Fotógrafos e narradores sofrem com a rapidez e imprevisibilidade da nobre arte. Vários chegaram a desistir, tal a dificuldade.

Mas Fernando Nardini, narrador da ESPN, encarou o desafio de contar a história de uma das lutas mais importantes do ano: Pacquiao x Thurman, sábado à noite. Foi seu primeiro trabalho no boxe profissional. Ele havia feito algumas lutas olímpicas. Lembrei da minha primeira vez como comentarista, em 1995. Simplesmente não dormi a noite anterior e estudei todos os boxeadores ao extremo. Na hora da primeira entrada, as palavras não saíam e eu não lembrava de nada que havia estudado.

Mas eu era só o comentarista. Nardini é o narrador. O comandante da transmissão. Ele é uma referência no tênis e também é um ótimo apresentador. Mas como seria no boxe?

Nardini conseguiu levar para a narração a leveza e a classe de Roger Federer. Sua descrição foi como Pacquiao: precisa, rápida e corajosa. Como amante da nobre arte, fiquei feliz pois o esporte que mais gosto ganhou uma nova voz. Parabéns, garoto!

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: