Manny Pacquiao festeja 22 anos do 1º título e fica de olho no vencedor de Errol Spence Jr x Danny Garcia

Aos 41 anos, filipino, campeão dos meio-médios da AMB, prevê retorno aos ringues no ano que vem e unificação de título. Terence Crawford é outra opção

Wilson Baldini Jr.

04 de dezembro de 2020 | 11h58

 

Atual campeão mundial dos meio-médios pela Associação Mundial de Boxe, o filipino Manny Pacquiao, de 41 anos, festeja nesta sexta-feira a conquista de seu primeiro cinturão há 22 anos, quando bateu o tailandês Chatchai Sasakul, por nocaute, no oitavo assalto.

A conquista, que valeu o cinturão dos moscas do Conselho Mundial de Boxe, foi a primeira entre as oito categorias nas quais Pacman se sagrou campeão. Passadas mais de duas décadas, Pacquiao segue em atividade e, neste sábado, vai estar de olho no duelo entre Errol Spence Jr. e Danny Garcia.

O vencedor, que ficará com os títulos da Federação Internacional e Conselho Mundial (pertencentes a Spence Jr.)  poderá ser seu próximo adversário.

Outra possibilidade para o senador filipino é Terence Crawford, que é dono do cinturão pela Organização Mundial de Boxe.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.