Manny Pacquiao não quer que o filho se torne um boxeador profissional

Manny Pacquiao não quer que o filho se torne um boxeador profissional

"Eu só lutei boxe porque que era pobre. Em nossa casa não temos nem luvas ou qualquer equipamento de boxe", disse o astro filipino ao ABS-NBC News

Wilson Baldini Jr.

24 de fevereiro de 2019 | 13h53

 

Aos 40 anos, Manny Pacquiao se mantém em forma, campeão mundial e está prestes a voltar aos ringues. Durante seus treinamentos é comum ver a presença de seu filho, Jimuel, de 18 anos. Enganam-se aqueles que acham que um novo integrante da família Pacquiao vai fazer história na nobre arte.

“Estamos realmente desencorajando-o. Em nossa casa não temos luvas nem equipamentos de boxe”, disse Pacquiao à ABS-CBN News. “Mas nós temos uma quadra de basquete.”

Há 23 anos no boxe profissional, Pacquiao começou a trocar socos em busca de dinheiro, pois sua família era muito pobre. Além de Jimuel, Pacman tem mais quatro filhos.

“Dói-me vê-lo no boxe porque sei o quanto é difícil”, acrescentou Pacquiao, campeão em oito categorias. “Mas ele realmente quer lutar.”

Durante as atividades com sparring, Jimuel não demonstra nem uma pequena parte do talento do pai.

Mais conteúdo sobre:

boxeManny PacquiaoJimuel Pacquiao