Manny Pacquiao x Juan Manuel Marquez 4: o maior nocaute dos anos 10

Manny Pacquiao x Juan Manuel Marquez 4: o maior nocaute dos anos 10

Se você não concorda, diga qual o seu favorito dos últimos dez anos. Opções é que não faltam

Wilson Baldini Jr.

30 de dezembro de 2019 | 19h11

 

 

O desespero de Jinkee Pacquiao ao ver o marido estirado no ringue do MGM Hotel, em Las Vegas, no dia 8 de dezembro de 2012, demonstra toda a dramaticidade do nocaute imposto pelo mexicano Juan Manuel Marquez ao ídolo filipino.

Ao contrário dos outros três duelos, que só foram decididos após 12 assaltos, com um empate e duas vitórias apertadas de Pacquiao, o quarto confronto só durou seis roundes. Mas foram intensos demais. Cada um sofreu um knockdown.

Quando parecia que a vitória mais uma vez ficaria para o boxeador asiático, o mexicano acertou um contragolpe espetacular, que foi treinador à exaustão durante anos.

A exemplo do que ocorrera com Muhammad Ali e Joe Frazier, em Manila, nas Filipinas, em  1975, na “Luta do Século”, Pacquiao nunca mais foi o mesmo. Mas ainda encanta os fãs da nobre arte.

Este é o nocaute dos anos 10 para este blog. Diga qual é o seu preferido.

 

Tudo o que sabemos sobre:

boxeManny PacquiaoJuan Manuel Marquez

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.