Miguel de Oliveira ganha memorial na academia Cia Athletica

Miguel de Oliveira ganha memorial na academia Cia Athletica

História do inesquecível campeão está preservada em um trabalho feito pelo professor Átila "Cebola", com a ajuda de Alexandra e Fernanda, filhas de Miguel

Wilson Baldini Jr.

25 de maio de 2022 | 20h51

 

Miguel de Oliveira, campeão mundial dos médios-ligeiros do Conselho Mundial de Boxe em 1975, morreu em 15 de outubro do ano passado. O boxeador estava com 74 anos e sofria de câncer no pâncreas.

Mas sua história está preservada em um belíssimo memorial exposto na academia Cia Athletica, na Rua Kansas, no bairro do Brooklin, em São Paulo. O trabalho foi feito pelo professor Átila “Cebola”.

“Após o falecimento do ex-campeão mundial, o seu pupilo e professor Átila “Cebola” junto com a academia tiveram a ideia de montar um memorial para homenagear Miguel que trabalhou nesse espaço desde 1985. O Memorial teve a enorme contribuição de suas filhas Alexandra e Fernanda, que cederam peças raríssimas do grande campeão. Temos em exposição o cinturão do Conselho Mundial de Boxe, luvas, roupão e shorts utilizados nas lutas mais importantes de sua carreira; além da tocha olímpica que o mestre carregou em 2014”, disse um comunicado da academia a este blog.

Mais do que merecido. A saudade é cada vez maior assim como a admiração por Miguel de Oliveira. Descanse em paz.

Tudo o que sabemos sobre:

boxeMiguel de Oliveira

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.