Mike Tyson admite ‘medo’ para o retorno aos ringues diante de Roy Jones Jr.

Ex-campeão mundial revela 'briga' mental, motivo pelo qual tem se preparado de forma incansável nos treinamentos para a luta exibição de 12 de setembro

Wilson Baldini Jr.

03 de agosto de 2020 | 10h31

 

Mike Tyson foi ao barbeiro, cortou o cabelo, fez a barba e avisou Roy Jones Jr., seu adversário na luta exibição de 12 de setembro, em Los Angeles. “Estou vindo para te nocautear”. Mais uma vez o ex-campeão mundial mostrou seu estilo intimidador para tentar tirar a concentração do rival.

As ameaças parecem tentar esconder um Tyson com ‘medo’ do retorno aos ringues após 15 anos afastado e aos 54 anos de idade. Em entrevista ao serviço de pay-per-view Triller, que vai transmitir a luta pelo pay per view, o Iron Man diz que algo dentro dele afirma que ele não tem condições de lutar, não é o mesmo de antigamente e que qualquer garoto pode derrotá-lo.

“Você não sabe o que passa dentro do ringue”, disse Tyson, que ao mesmo tempo tenta superar essa barreira mental. “Você vai ver o que eu vou fazer.” Segundo o lutador, seu interior o critica e diz que ele ‘vai passar vergonha diante de todos que vão ver a luta’.

Resta saber se esta é apenas mais uma forma de promoção do duelo, cuja assinatura vai custar US$ 50,00 nos Estados Unidos e a previsão é de que venda até 1 milhão de unidades.

 

View this post on Instagram

I’m coming for you. #TysonJones @trillervids

A post shared by Mike Tyson (@miketyson) on

Tudo o que sabemos sobre:

boxeMike TysonRoy Jones Jr.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.