Mike Tyson chora ao falar de seu passado turbulento: ‘Tenho medo do homem que fui’

Mike Tyson chora ao falar de seu passado turbulento: ‘Tenho medo do homem que fui’

Em seu podcast, o ex-campeão mundial recebeu o amigo e também lendário Sugar Ray Leonard: "Estou buscando a arte da humildade"

Wilson Baldini Jr.

03 de março de 2020 | 09h50

 

O ex-campeão mundial dos pesos pesados Mike Tyson chorou ao relembrar de seu passado turbulento, durante o podcast feito, nesta segunda-feira, juntamente com o amigo e também lendário Sugar Ray Leonard. O boxeador mais temido do planeta afirmou que está em busca da “arte da humildade”.

“Conheço a arte da luta. Conheço a arte da guerra. Por isso as pessoas me temiam tanto quando eu lutava. Eu era um aniquilador. Eu nasci para isso, E isso não é divertido. Não estou querendo dizer que sou um cara durão. Tenho medo desse homem que fui”, afirmou o pugilista mais novo a conquistar o título mundial. Em 1986, o Iron Man tinha 20 anos e quatro meses, quando venceu Trevor Berbick e ficou com o cinturão do Conselho Mundial de Boxe.

Ao mesmo tempo, Tyson admitiu que sente falta um “vazio” ao lembrar dos dias de glória nos ringues. “Essa é a razão pela qual estou chorando. Eu não sou mais aquela pessoa e sinto falta dela. Mas, às vezes, me sinto como um idiota. Por que eu não quero esta pessoa de volta, pois sei que se ela voltar, o inferno virá com ela.”

 

 

Tudo o que sabemos sobre:

boxeMike Tyson

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.