Mike Tyson festeja a vitória de Teófimo López sobre Vasyl Lomachenko

Mike Tyson festeja a vitória de Teófimo López sobre Vasyl Lomachenko

Os três jurados viram o boxeador do Brooklyn melhor no combate e apontaram a vitória após 12 rounds: 117-111, 116-112 e 119-109

Wilson Baldini Jr.

18 de outubro de 2020 | 02h45

 

 

 

Poucos segundos após o anúncio oficial da vitória de Teófimo López sobre Vasyl Lomachenko, o ex-campeão mundial Mike Tyson postou em suas redes sociais: “O Brooklyn estava definitivamente na casa esta noite. Lopez é o homem a ser vencido. Outro campeão do Brooklyn”, disse o Iron Man, que também nasceu na mesma região de Nova York.

Apontado com potencial para ser o duelo do ano, o combate só foi ficar interessante em sua segunda parte. Os seis primeiros assaltos foram decepcionantes, com Lomachenko praticamente sem soltar golpes, enquanto López apenas caminhava em direção ao adversário, mas muito temeroso na hora de atacar.

A partir do sétimo assalto, Lomachenko foi ao ataque e López conseguiu pegá-lo nos contra-ataques. O oitavo round foi interessante e teve uma boa sequência de Lomachenko, que fez o filho de hondurenhos procurar o clinche pela primeira vez na luta. No nono, o ucraniano conecta duas boas sequências e vê o norte-americano arriscar, sem êxito, o primeiro cruzado na luta.

No décimo assalto, Lomachenko aumenta o ritmo e faz López mostrar preocupação, ao desferir um golpe baixo. O penúltimo assalto foi bem disputado, com boas trocas de golpes, com vantagem para o representante europeu.  E o que os fãs queriam veio no 12º e último round. Os dois lutadores deixaram a defesa de lado e partiram para o ataque. Ambos acertaram bons golpes, mas Lomachenko pareceu estar cansado por ter que correr atrás dos pontos perdidos nos primeiros roundes. Mesmo com um profundo corte no supercílio direito, fruto de uma cabeçada involuntária, López foi melhor e concretizou a vitória.

Os três jurados deram vitória para o pugilista dos Estados Unidos. Dois apontaram 117-111 e  116-112, que podem ser considerados justos. Um marcação 116 a 114 seria melhor. O problema foi o terceiro jurado, que apontou 119-109. Este, com certeza, viu outra luta.

Com a vitória, López, de 23 anos, se torna campeão unificado dos pesos leves. Ou seja, ele é o novo dono dos cinturões do Conselho Mundial, Associação Mundial, Federação Internacional e Organização Mundial de Boxe. Seu cartel invicto apresenta 16 vitórias, com 12 nocautes. “Eu sabia que os 14 meses fora dos ringues iriam pesar para ele (Lomachenko). Por isso busquei manter o ritmo o tempo todo”, disse o novo campeão unificado.

Aos 32 anos, Lomachenko perde pela segunda vez, após  16 combates. “Acho que dominei a segunda metade da luta e não concordo com a decisão dos jurados”, disse o boxeador da Ucrânia.

 

GolpesLOMACHENKOLOPEZ
Total acertado141183
Total desferido321659
Porcentagem44%28%
Jabs acertados6335
Jabs desferidos149295
Porcentagem42%12%
Golpes fortes acertados78148
Golpes fortes desferidos172364
Porcentagem45%41%

 

Tudo o que sabemos sobre:

boxeTeófimo LopezVasyl Lomachenko

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: