Mike Tyson pede revanche para o britânico Danny Williams, de quem perdeu em 2004

Aparentemente bem mais magro, Iron Man tem usado o tempo de confinamento para treinar e anunciou na semana passada que iria realizar lutas exibição para ajudar famílias carentes

Wilson Baldini Jr.

06 de maio de 2020 | 15h00

Mike Tyson está mesmo entusiasmado para retornar aos ringues. Aos 53 anos, após colocar vídeos de treinamentos em suas redes sociais, o ex-campeão mundial dos pesos pesados pediu uma revanche para o britânico Danny Williams, de quem perdeu por nocaute no quarto assalto em 30 de julho de 2004, após sofrer uma lesão no joelho no primeiro assalto.
Aparentemente bem mais magro, Tyson tem usado o tempo de confinamento para treinar e anunciou na semana passada que iria realizar lutas exibição de três ou quatro rounds para ajudar famílias carentes.
“Posso confirmar que alguns de meus agentes colocaram meu nome na luta contra ‘Iron’ Mike Tyson. Ainda estamos esperando uma resposta, mas é definitivamente uma luta que eu quero”, afirmou Williams, de 46 anos, que continua na ativa. Sua última luta foi em novembro, na Alemanha, quando venceu um adversário inexpressivo.
Desde quer ganhou de Tyson, Williams perdeu 25 vezes. Seu cartel é de 54 vitórias 41 nocautes) e 28 derrotas. O britânico chegou a disputar o título mundial do CMB (Conselho Mundial de Boxe), em dezembro de 2004, mas perdeu para o ucraniano Vitali Klitschko, por nocaute, no oitavo assalto.

Tudo o que sabemos sobre:

boxeMike Tyson

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.