O boxe brasileiro tem o seu Eddie Murphy. E ele é bom pra caramba!

O boxe brasileiro tem o seu Eddie Murphy. E ele é bom pra caramba!

Com um estilo bonito, Daniel Araújo foi um dos destaques no Evento Arte do Boxe, sábado à noite, em Mogi Mirim

Wilson Baldini Jr.

20 de outubro de 2019 | 15h57

 

Por causa da falta de apoio e interesse pelo boxe no Brasil, vários talentos são perdidos com o tempo. Um deles é Daniel Araújo, mais conhecido como Eddie Murphy, por causa de sua semelhança com o famoso ator norte-americano.

No sábado, o boxeador se apresentou no Evento Arte do Boxe, em Mogi Mirim, diante de Juciel Lima, em duelo de meio-médios, previsto para seis rounds. Mas o lutador de São José dos Campos só precisou de um round e mais 34 segundos do segundo assalto para somar mais uma vitória na carreira.

Daniel Araújo e dono de bonito estilo, que lembra, guardadas as devidas proporções, o ex-campeão mundial Meldrick Taylor. Apesar de destro, possui uma esquerda poderosa, que incomoda o adversário não só com jabs, mas também com cruzados, ganchos e uppers.

Com ótimo jogo de pernas, Eddie Murphy encontrou rapidamente a distância para golpear o adversário com segurança e foi esperto para obter um knock down logo no início do segundo assalto. Também foi favorecido pela lesão muscular na virilha esquerda sofrida por Juciel, que acabou encerrando a luta.

Eddie Murphy tem 38 anos. Seu cartel não mostra sua qualidade: 5 derrotas, dois empates e duas vitórias. Mas ele merece novas oportunidades, pois seu boxe é muito agradável de ser visto. Trata-se de um dos bons valores do boxe nacional.

Tudo o que sabemos sobre:

boxeDaniel AraújoEddie MurphyArte do Boxe

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.