Oleksandr Usyk dá o primeiro passo como peso pesado, mas o caminho é longo

Oleksandr Usyk dá o primeiro passo como peso pesado, mas o caminho é longo

Ucraniano derrota o norte-americano Chazz Witherspoon, por nocaute técnico no sétimo assalto, e diz que está pronto para enfrentar os campeões

Wilson Baldini Jr.

13 de outubro de 2019 | 03h11

Ed Mulholland-Machroom Boxing USA

 

O ucraniano Oleksandr Usyk derrotou o norte-americano Chazz Witherspoon, por nocaute técnico, no sétimo assalto, neste sábado, em Chicago, na sua primeira luta na categoria dos pesos pesados. O ex-campeão mundial unificado dos cruzadores chegou às 17 vitórias (13 nocautes) e permanece invicto como profissional. O americano, de 38 anos, perdeu pela quarta vez, em 42 combates.

“Estou pronto para enfrentar os campeões. Se me colocaram como primeiro desafiante, luto com qualquer um”, disse Usyk, de 32 anos, referindo-se a Deontay Wilder e Andy Ruiz Jr.

Diante de 9.073 espectadores, Usyk iniciou o combate de forma tímida e respeitando o adversário, que atuou no contra-ataque. Aos poucos, o ucraniano foi se soltando e sentindo a “pegada” de Witherspoon. “Eu sempre treinei com pesos pesados, mas isso (a luta) foi bem diferente de tudo que eu já havia passado”, afirmou Usyk.

A partir do quarto round, Usyk passou a aumentar o ritmo e aplicar sequências de golpes que foram minando o lutador dos Estados Unidos. O ucraniano explorou muito bem a linha de cintura e cansou o rival.

No sexto assalto, Usyk levou Witherspoon para as cordas e a luta quase terminou, mas no assalto seguinte não teve jeito. Em novo ataque contínuo de Usyk, Witherspoon foi para o seu córner e não voltou para o oitavo assalto.

Em 1988, Evander Holyfield percorreu uma trajetória semelhante a de Usyk, ao passar de cruzador, onde foi campeão unificado, para os pesos pesados. Também venceu em sua estreia por nocaute técnico, ao bater James Tillis, no quinto assalto.

Holyfield lutou seis vezes como pesado antes de encarar James Douglas e ficar com o título mais importante da nobre arte. Até Maguila foi derrubado. Este exemplo deveria ser seguido por Usyk, mas, aos 32 anos, o boxeador tem pressa em fazer dinheiro e conquistar fama. Holyfield tinha apenas 25 anos.

Tudo o que sabemos sobre:

boxeOleksandr UsykEvander Holyfield

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.