Oscar De La Hoya e DAZN sonham em colocar Canelo no ringue do estádio de Wembley

Oscar De La Hoya e DAZN sonham em colocar Canelo no ringue do estádio de Wembley

Atleta mais bem pago do mundo pode lutar ainda este ano em Londres, diante do britânico Callum Smith, campeão dos supermédios da AMB

Wilson Baldini Jr.

06 de maio de 2019 | 10h25

 

Depois de conquistar mais um cinturão dos médios, ao derrotar no sábado o norte-americano Daniel Jacobs, por pontos, em Las Vegas, o mexicano Saúl Canelo Álvarez já prepara sua próxima luta, prevista para setembro.

O empresário Oscar De La Hoya apontou quatro possibilidades: Demetrius Andrade (campeão dos médios da OMB), Gennady GGG Golovkin (terceira luta), Sergey Kovalev (campeão dos meio-pesados da OMB) ou Callum Smith (supercampeão dos supermédios da AMB).

Todas as indicações são interessantes para Canelo, mas o duelo com Smith no estádio de Wembley sai na frente da disputa. Um dos maiores motivos para ter o combate em Londres seria o contrato do mexicano com a DAZN, empresa de streaming britânica, com a qual o lutador assinou no ano passado um contrato de US$ 365 milhões (cerca de R$ 1,4 bilhão) por 11 lutas. Distou até agora duas.

Uma luta do atleta mais bem pago do mundo na capital inglesa chamaria a atenção de todo o público europeu em um momento em que a DAZN busca número grandes de assinantes no Velho Continente para o boxeador. Canelo já tem  fama nas Américas e agora pretende invadir também a Europa.

Tendências: