Paulo Soares, um talento do boxe brasileiro pronto para explodir após a pandemia

Paulo Soares, um talento do boxe brasileiro pronto para explodir após a pandemia

Peso pena, de 32 anos, é o campeão latino e o oitavo colocado no ranking da Organização Mundial de Boxe, com um cartel de 11 vitórias (oito nocautes) e apenas uma derrota

Wilson Baldini Jr.

03 de julho de 2020 | 10h46

 

As disputas de boxe estão retornando no mundo todo. Na América Latina está um pouco mais complicado por causa do descontrole no combate à pandemia do coronavírus. Mas a nobre arte nacional tem um talento pronto para explodir quando os duelos voltarem. Trata-se do peso pena Paulo Soares, de 32 anos, atual campeão latino da Organização Mundial de Boxe.

Dono de um cartel de 11 vitórias (oito nocautes) e apenas uma derrota, o boxeador baiano, de 32 anos, que mora em Sorocaba desde criança, é dono de um estilo plástico, com muita técnica e que agrada ao público. Sua carreira ganhou impulso maior com o apoio do Conselho Nacional de Boxe, que tem Geyza Caryny como presidente, além do trabalho do manager Mike Miranda Jr.  e do empresário Thiago Cobo.

“Espero defender o título em setembro”, disse o boxeador, que está no ranking no qual o campeão é o norte-americano Shakur Stevenson. O primeiro desafiante é o irlandês Michael Conlan. Outro americano, Jessie Magdaleno é o quarto, enquanto o colombiano Miguel Marriaga é o sexto.

Uma de suas melhores lutas foi em janeiro de 2017, quando derrotou Daniel “Eddie Murphy” Araújo. Foi uma das lutas mais impressionantes do boxe nacional nos últimos anos.

Tudo o que sabemos sobre:

boxePaulo Soares

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.