Popó distribui 3 toneladas de alimentos por 20 bairros de Salvador

Popó distribui 3 toneladas de alimentos por 20 bairros de Salvador

Ex-campeão mundial usou dinheiro arrecadado em leilão do seu cinturão mundial para ajudar centenas de famílias na capital baiana durante a pandemia do coronavírus

Wilson Baldini Jr.

20 de abril de 2020 | 13h16

 

Acelino Popó Freitas distribuiu três toneladas de alimentos pelas ruas de 20 bairros carentes de Salvador, graças ao leilão feito de seu cinturão mundial, que arrecadou R$ 90 mil. Máscaras e álcool gel. Esta foi uma das formas que o ex-campeão mundial encontrou para ajudar durante a pandemia do coronavírus.

Popó, de 44 anos, fez questão de ficar à frente do projeto e com a ajuda de amigos passou dias fornecendo os produtos de primeira necessidade para centenas de famílias.

Popó foi campeão pela primeira vez em 1999, quando ganhou o cinturão dos superpenas da Organização Mundial de Boxe.  Em 2002, unificou os títulos, ao bater Casamayor. Subiu de categoria e foi campeão dos leves em 2004. Repetiu a dose em 2006.

 

Tudo o que sabemos sobre:

boxePopópandemiacoronavírus

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: