Robson Conceição diz que faz preparação para disputa de título mundial em 2019

Em entrevista exclusiva, campeão olímpico, que luta dia 28, prevê entrada rápida no ranking mundial e planeja mais cinco lutas até o fim do ano

Wilson Baldini Jr.

05 de abril de 2018 | 10h30

Robson Conceição, campeão olímpico no Rio-2016, volta a lutar dia 28 de abril, na Filadélfia, contra o canadense Alex Torres Rynn, dono de um cartel de seis vitórias e uma derrota. A luta terá o peso limite de 131 libras e será disputada em até oito rounds.
Em entrevsita exclusiva, Robson falou de sua preparação, da ansiedade em entrar para o ranking mundial, do planejamento para o ano e a vontade de disputar o título mundial em 2019.
– O que acha que precisa mudar no treino ou ajustar na parte técnica?
Eu treino em alto nível há anos, e acredito que estou numa crescente no boxe profissional. Sempre temos que melhorar e evoluir em alguns pontos, mas estou no caminho certo para chegar ao cinturão em 2019.
– A categoria dos superpenas tem Gervonta Davis, Vasyl Llomachenko, Ryan Garcia… como você se vê nessa disputa?
São lutadores extremamente duros e de altíssimo nível técnico, mas me vejo chegando nesse nível muito em breve. Tenho qualidades e estrutura para isso, e estou me empenhando diariamente para chegar lá.
– Pretende treinar nos EUA?
Sim! O camp para minha próxima luta será todo feito em Salvador, na academia Champion, com o professor Luiz Dórea. Fui para os Estados Unidos em minhas últimas lutas, finalizando o camp por lá, e irei nas próximas lutas também. Tenho uma excelente estrutura de treino e sparring na Champion, e os treinos nos Estados Unidos também são muito bons, então estou sempre evoluindo.
– Quantas lutas mais este ano?
Tenho o planejamento de fazer seis lutas em 2018. Já fiz uma e ganhei em fevereiro, e agora tenho esse desafio no próximo mês.
– Está ansioso para entrar no ranking mundial?
Muito em breve estarei lá em cima. Podem anotar.
– Tem chance de lutar no Brasil?
Eu adoraria lutar profissionalmente no Brasil. Será incrível, mas isso faz parte do planejamento da Top Rank. Torço para que aconteça e eu possa lutar diante dos meus fãs, amigos e familiares.

Tudo o que sabemos sobre:

boxeRobson ConceiçãoTop Rank

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: