Robson Conceição já provou que deve enfrentar adversários mais fortes

Adversários como o de sábado não acrescentam nada para a carreira profissional do campeão olímpico

Wilson Baldini Jr.

02 Julho 2018 | 18h49

 

Robson Conceição conquistou sábado a oitava vitória como profissional. Campeão olímpico, aos 29 anos, o boxeador baiano já provou que merece ser testado diante de adversários mais fortes. O último rival, derrotado no terceiro assalto, pouco acrescentou ao pugilista nacional.

O melhor para a carreira de Robson é enfrentar adversários ranqueados no Conselho Mundial de Boxe, que destaca 40 lutadores em sua lista atualizada mensalmente. Mesmo com o risco de sofrer uma derrota.

Mais uma vez, é sempre bom repetir, Robson não é mexicano, japonês, inglês ou norte-americano. Sua carreira é trabalhada de forma diferente. Por isso, é necessário provar em todas as lutas que está havendo um aumento de nível técnico e físico. Desta forma, o brasileiro mantém a confiança do empresário Bob Arum. E isso só se ganha com duelos cada vez mais difíceis.

Robson se apresenta cada vez mais forte, rápido e determinado. Merece ser melhor testado.

Mais conteúdo sobre:

boxeRobson ConceiçãoTop Rank