Robson Conceição precisa impressionar Bob Arum na sexta-feira, se quiser disputar o título em 2019

Medalha de ouro na Rio-2016 tem de vencer por nocaute e rápido. Luta terá transmissão do canal Combate

Wilson Baldini Jr.

16 de janeiro de 2019 | 00h38

 

Robson Conceição se apresenta pela 11ª vez como profissional, nesta sexta-feira, em Verona, NY, diante do mexicano Hector Ambriz Suarez. E o medalha de ouro na Rio-2016 precisa liquidar o duelo por nocaute e nos primeiros assaltos.

Em entrevista a este blog, no fim do ano passado, Robson admitiu ansiedade para disputar o título mundial, “Em 2019, ou vai ou racha”, disse o boxeador, de 30 anos.

Pois para conseguir uma chance de disputar o cinturão ainda este ano, Robson precisa impressionar o empresário Bob Arum e garantir que se trata de um bom produto para enfrentar os melhores pesos pena do mundo.

Em suas dez vitórias, Robson soma apenas cinco nocautes, sendo que as duas últimas lutas terminaram por pontos.

Para ser um desafiante ao título mundial, com contrato com a Top Rank, o pugilista precisa ser uma atração para o público. Robson precisa chamar a atenção do mundo do boxe. Só a medalha de ouro olímpica não vai ser suficiente.

Derruba, Robson!!!

 

Tudo o que sabemos sobre:

boxeRobson ConceiçãoBob ArumTop Rank

Tendências:

  • Fernando Torres se despede do futebol no Japão em jogo contra Iniesta e Villa
  • Torcedores do PSG não querem mais Neymar em Paris
  • Merecido! Sampaio Basquete conquista o bicampeonato da LBF
  • Podcast: personalidades do esporte analisam a situação do futebol no Brasil
  • Bruno Henrique vibra com gols no Maracanã: 'Semana mais feliz da minha vida'