Terceira luta entre Tyson Fury e Deontay Wilder é remarcada para 9 de outubro

Terceira luta entre Tyson Fury e Deontay Wilder é remarcada para 9 de outubro

Britânico deveria ter defendido o seu título mundial dos pesos pesados do CMB diante do norte-americano em 24 de julho, mas testou positivo coronavírus

Wilson Baldini Jr.

15 de julho de 2021 | 14h39

 

A terceira luta entre os pesos pesados Tyson Fury e Deontay Wilder foi remarcada para 9 de outubro, em Las Vegas. O britânico Fury deveria ter defendido o seu título mundial dos pesos pesados do Conselho Mundial de Boxe (CMB) diante do norte-americano Wilder no dia 24 de julho, mas testou positivo para coronavírus e o duelo teve de ser adiado.

“Eu queria nada mais do que destruir Wilder em 24 de julho, mas a surra teve de esperar. Não se engane, estarei de volta e melhor do que nunca. Lutaremos no dia 9 de outubro e irei nocauteá-lo”, disse Fury, que lutou pela primeira vez com Wilder, em 2018, quando o confronto terminou em um empate polêmico.

Os dois voltaram a se enfrentar em uma revanche em fevereiro do ano passado, quando Fury venceu por nocaute técnico no sétimo assalto e conquistou o título do CMB.

Fury, de 32 anos, foi escalado para enfrentar o britânico Anthony Joshua na Arábia Saudita em agosto em uma luta pelo título unificado dos pesos pesados, mas uma corte norte-americana ordenou que Fury lutasse com Wilder novamente antes de 15 de setembro.

Com isso, Joshua vai encarar em 25 de setembro, em Londres, o ucraniano Oleksandr Usyk, quando colocará em disputa os cinturões da Associação Mundial de Boxe, Federação Internacional de Boxe e Organização Mundial de Boxe.

Tudo o que sabemos sobre:

boxeTyson FuryDeontay Wilder

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.