Tyson Fury revela que Mike Tyson pediu R$ 3,3 bilhões para uma luta

Atual campeão disse ter recebido proposta de R$ 53 milhões para uma exibição com o Iron Man. "Luta real seria ruim para mim. Se eu perder, serei um lixo. Se eu ganhar, serei um valentão'

Wilson Baldini Jr.

25 de junho de 2020 | 09h20

 

O britânico Tyson Fury, campeão mundial dos pesos pesados, versão Conselho Mundial de Boxe, revelou em um vídeo nas redes sociais que Mike Tyson pediu 500 milhões de libras (R$ 3,3 bilhões) para enfrentá-lo em uma luta valendo o cinturão.

“Considerei uma piada. Tive uma proposta da ESPN de US$ 10 milhões (cerca de R$ 53 milhões) para uma luta exibição com ele. Achei essa conversa louca”, afirmou o pugilista inglês.

Segundo Fury, enfrentar Tyson em uma luta pelo título não seria bom para a sua carreira. “Eu adoraria dividir o ringue com ele e me movimentar. Mas se ele vencer, vão dizer que eu sou um lixo porque um cara de 53 anos me venceu. Se eu perder, vão dizer que sou um valentão. Trata-se de uma situação que eu só vou perder.”

Fã de Mike Tyson, John Fury, pai do atual campeão, colocou o nome de Tyson no filho como homenagem ao ex-campeão mundial. Fury nasceu em 1988, período de glória do Iron Man nos ringues.

Fury se prepara para a sua terceira luta contra o norte-americano Deontay Wilder, enquanto Tyson grava vários vídeos com seus treinamentos, sempre com muito sucesso, o que já lhe rendeu até patrocinadores.

 

 

 

Tudo o que sabemos sobre:

boxeMike TysonTyson Fury

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: