Usyk vence Chisora por pontos, mas não tem ‘pegada’ para ser campeão dos pesos pesados

Com a vitória, em decisão unânime dos jurados, após 12 assaltos, ucraniano se torna o desafiante oficial do campeão da OMB. o britânico Anthony Joshua

Wilson Baldini Jr.

31 de outubro de 2020 | 22h53

 

Com muito preparo físico e inteligência, o ucraniano Olksandr Usyk obteve uma importante vitória, neste sábado, em Londres, ao derrotar o britânico Dereck Chisora, por pontos, após 12 assaltos. Os três jurados foram unânimes: 117 a 112 e 115 a 113 (duas vezes).

Com a vitória, Usyk, ex-campeão unificado dos pesos cruzadores (categoria abaixo dos pesados), tornou-se o desafiante oficial do dono do cinturão dos pesos pesados da Organização Mundial de Boxe, o britânico Anthony Joshua, que estava assistindo ao combate.

O duelo começou como era previsto. Chisora foi para o ataque e tentou encurralar Usyk, que usou seu preparo físico para girar em volta do adversário. O inglês chegou a acertar alguns cruzados, bem assimilados por Usyk. A partir do terceiro assalto, o ucraniano passou a atacar a linha de cintura e conseguiu boas sequências.

O sétimo e oitavo rounds foram os melhores de Usyk, que poderia ter derrubado Chisora se aumentasse o ritmo. Valente, o inglês ainda teve fôlego para ser melhor o nono assalto e trocar golpes até o fim.

Usyk venceu com justiça e mostrou ter boa técnica, mas sua “pegada” ainda é insuficiente para derrotar Anthony Joshua, Tyson Fury ou Deontay Wilder.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.