Vaiado, Joshua desafia Wilder para lutar em 13 de abril e deixa Whyte como segunda opção

Mais de 19 mil espectadores, que compareceram à luta entre Dillian Whyte e Dereck Chisora, sábado, em Londres, exigiram que o britânico enfrente Wilder ou Tyson Fury

Wilson Baldini Jr.

23 de dezembro de 2018 | 21h30

 

Anthony Joshua, campeão dos pesos pesados da Associação Mundial, Federação Internacional e Organização Mundial de Boxe, foi vaiado por 19 mil espectadores que lotaram a O2 Arena, sábado à noite, para assistir à vitória impressionante de Dillian Whyte sobre Dereck Chisora.

O público exige que Joshua enfrente em sua próxima luta, marcada para 13 de abril, no estádio de Wembley, em Londres, o norte-americano Deontay Wilder, dono do cinturão do Conselho Mundial de Boxe, ou o compatriota Tyson Fury.

Wilder e Fury se enfrentaram dia 1º, em Los Angeles, e houve empate, mas o duelo foi muito elogiado pelo público e pela imprensa.

Convidado para participar da transmissão do canal Sky Sports, Joshua disse que tem Wilder como primeira opção para seu próximo combate. “A segunda é Dillian Whyte”, disse o britânico, referindo-se ao pugilista, que nocauteou Chisora de forma violentíssima no 11º assalto.

Tendências: