Vitória de Canelo é contestada por muitos jornalistas internacionais

Grandes nomes como Dan Rafael, Salvador Sanchez, Michael Woods e Carlos Irusta viram GGG sair de Las Vegas como o vencedor

Wilson Baldini Jr.

18 de setembro de 2018 | 12h22

 

Jornalistas renomados dos Estados Unidos, Inglaterra e Argentina, além de alguns ex-campeões mundiais, contestam a vitória de Saul Canelo Alvarez sobre Gennady Golovkin, no último sábado, em Las Vegas.

O argentino Sergio Martinez, ex-campeão dos médios do Conselho Mundial de Boxe, afirmou que “foi uma grande luta”, mas que GGG saiu vencedor. O britânico Lennox Lewis, ex-campeão dos pesados concordou com a opinião do latino e indicou dois pontos de vantagem para Golovkin. O ex-técnico e atual comentarista Teddy Atlas foi outro a apontador o boxeador europeu como o ganhador.

Jornalistas importantes como Harold Lederman (HBO0, Stephen Smith (ESPN), Eduardo lamazón (Televisa),  Gareth Davies (The Telegraph), John Peter (USA Today), Michael Woods (NYFights.com) e Al Bernstein viram o lutador do Casaquistão deixar o ringue da T-Mobile Arena como vencedor.

Outros como Dan Rafael (ESPN), Salvador Sanchez (ESPN México) e Associated Press apontaram empate.

Na Argentina, dos 18 jornalistas mais importantes do país, 13 deram vitória para GGG, inclusive Carlos Irusta, um dos mais respeitados no mundo.

A maioria das lutas decididas nas mãos dos jurados causa polêmica. Canelo x GGG 2 foi mais uma delas.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: