Kaká já deu o que tinha que dar

Se o Kaká não brilhou em 2006 e 2010, por que o Mano acha que ele pode brilhar em 2014?

Jornal da Tarde

27 de setembro de 2012 | 18h14

Cada vez que o Mano Menezes faz uma convocação ou escala o time ele mostra que está perdidinho no comando da Seleção. Para que trazer de volta o Kaká? Ele é bom de bola, mas foi titular em duas Copas do Mundo e não brilhou em nenhuma. Será que o “professor” acha que em 2014, com 32 anos e um monte de problemas físicos na bagagem, ele vai jogar o que não jogou em 2006 e 2010?
O Kaká não está conseguindo se impor no Real Madrid, tanto que nesta temporada só entrou em campo no amistoso contra o Millonarios, uma baba de time. Nos jogos do Campeonato Espanhol, da Supercopa da Espanha e da Copa dos Campeões não saiu do banco nem para fazer aquecimento.
A verdade é que sempre que a água chega no seu pescoço o Mano recorre a um medalhão para desviar a atenção e dividir a responsabilidade. Isso mostra sua falta de personalidade e seu despreparo para o cargo. Se ele não tem convicção de que o caminho é dar rodagem para Neymar, Lucas, Oscar, David Luiz, Marcelo e outros, então pega o boné e cai fora.
Como ele não vai fazer isso, caberia ao presidente da CBF se tocar de que com o Mano não vamos a lugar nenhum. E que quanto mais demorar para trocá-lo, menor será nossa chance de ganhar a Copa em casa.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.