Mano e sua coleção de volantes

Jornal da Tarde

14 de fevereiro de 2012 | 17h23

O que o Mano Menezes vai fazer com tantos volantes no jogo contra a inexpressiva Bósnia? Sandro (reserva do Tottenham), Danilo (um lateral que ele quer usar no meio de campo na Olimpíada), Fernandinho, Elias (tem cadeira cativa na Seleção, mesmo sem ter bola para isso) e Hernanes. E o Oscar, um meia jovem, talentoso e em que vale a pena apostar, não foi chamado.

A falta de qualidade técnica desta geração se reflete nas listas do Mano. Tem jogador que não poderia passar nem na frente do hotel da Seleção e está lá de uniforme. O Mano fica falando que estamos no caminho certo e que agora é hora de começar a manter uma base. Mas se a base dele é essa, com tantos carregadores de piano e tão poucos jogadores criativos, acho que ele está no caminho certo é para fracassar. E para encerrar: o que um jogo contra a Bósnia, que não conseguiu ficar entre as 16 seleções que vão disputar a fase final da Eurocopa, pode acrescentar para o Brasil?

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.