Pitacos sobre a Eurocopa

Jornal da Tarde

15 de junho de 2012 | 21h54

Vendo o jogo da Inglaterra contra a Suécia pela Eurocopa me veio à cabeça uma pergunta que me faço constantemente: por que os “professores” deixam para recorrer aos jogadores de talento só quando o time está perdendo?

Pensei nisso depois de ver como a entrada do Walcott fez a Inglaterra engolir o time do mascarado Ibrahimovic. Com dribles e jogadas pela ponta ele deu vida a um ataque que não incomodava mais os suecos. Um cara assim tem de jogar, mas o tal do Roy Hodgson preferiu escalar um jogador “tático” como o Milner… Tomara que ele acorde no próximo jogo, mas como a Inglaterra joga pelo empate para se classificar não duvido que o Milner continuará no time…

Nesta rodada do Grupo D o que mais me agradou foi o estilo de jogo da França. Toque pra lá, toque pra cá, dribles, posse de bola, jogo coletivo… Isso dá gosto de ver.

Menez, Nasri, Benzema e Ribéry são jogadores de bola, e se dão muito bem juntos. Para ficar melhor ainda eu gostaria de ver o Ben Arfa no meio de campo. Ele é um meia fino, habilidoso, com visão de jogo e se encaixaria fácil com os outros.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: