A abominável atitude do minúsculo Renan.

A abominável atitude do minúsculo Renan.

Bruno Voloch

27 de setembro de 2018 | 14h51

Deplorável a atitude de Renan Dal Zotto ao deixar propositadamente a bola cair na quadra no fim da partida entre BRASIL e Rússia. Atitude indigna e que não condiz com tudo que ele fez como jogador.

Péssimo exemplo e que envergonha o esporte brasileiro.

A suspensão de 1 jogo imposta pela FIVB, Federação Internacional de Vôlei, foi pouco. A entidade e os responsáveis deveriam ter agido com mais rigor e ter excluído o técnico do mundial.

Renan, que dirigiu a seleção com maestria, algo raríssimo até então, jogou tudo no lixo com seu comportamento antiético. Pior é querer justificar o que não tem explicação alegando que não teve intenção.

Está claro que o técnico desejava sim que o jogo fosse parado quando o BRASIL não rodou tendo 14/11 a favor no tie-break.

Irresponsabilidade e burrice uma vez que Renan ‘deixou’ a bola cair na quadra da seleção correndo o risco de provocar uma lesão nos próprios jogadores brasileiros.

Aliás, o que ele fazia com a bola nas mãos?

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.