A essência do Cruzeiro

A essência do Cruzeiro

Bruno Voloch

18 de outubro de 2020 | 09h35

Ganhar. Sempre.

Essa é a essência do Cruzeiro que abre a temporada conquistando o 12º título mineiro.

3 a 1 no Minas, adversário de todas as finais disputadas desde 2010.

Um time acostumado a jogar no limite e superar adversidades.

Não dá para menosprezar em hipótese alguma a hegemonia do Cruzeiro no estado ou questionar a qualidade técnica dos adversários. O maior exemplo é o trabalho que o novato Uberlândia deu na semifinal vencida no limite no tie-break.

É uma marca incrível.

11 títulos consecutivos não é para qualquer um.

É para o Cruzeiro.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: