A verdadeira Supercopa de Taubaté

A verdadeira Supercopa de Taubaté

Bruno Voloch

08 de novembro de 2019 | 07h55

Agora, sim.

Diferente do feminino, quando o Minas deveria ter sido declarado campeão por ter vencido a Copa Brasil e a Superliga, e não ter enfrentado o Praia, que não tem nada a ver com a decisão estapafúrdia da CBV, Confederação Brasileira de Vôlei, o masculino viu Taubaté conquistar legitimamente a Supercopa.

O campeão da Superliga venceu de virada o campeão da Copa Brasil por 3 a 1 confirmando que aparentemente é o time a ser batido na temporada.

Jogo brigado, falado, com arbitragem passiva e inexplicavelmente jogado em Uberlândia.

O reflexo disso é que pouca gente, lamentavelmente, viu Taubaté ganhar merecidamente pela primeira vez a Supercopa.

 

Tendências: