As duas peças-chave de Taubaté

As duas peças-chave de Taubaté

Bruno Voloch

16 de novembro de 2020 | 09h06

Taubaté foi Taubaté, por isso fez 3 a 0 no Minas.

Respeito, seriedade e aplicação.

Time muito bem preparado e adversário minuciosamente estudado.

Jogo, conforme previsto, equilibrado. O primeiro set foi exceção. Acuado, o Minas não jogou. William, algo raro, não estava nos melhores dias. A sensação é que as presenças de Bruno e Rapha do outro lado incomodam.

Acontece.

Para vencer Taubaté, o Minas, e qualquer um, precisa jogar 100% e sacar muito para minimizar as opções do adversário. Se não for assim, complica, ainda mais com a ótima linha de recepção.

João Rafael e Maurício Borges assumiram o passe e a responsabilidade. Na frente e atrás. Aproveitamento impressionante. Os dois se transformaram em peças-chave do esquema de Weber.

 

 

 

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: