Azul ganha concorrência, CBV reconhece erro, minimiza crise com BB e fará mudanças nas quadras

Azul ganha concorrência, CBV reconhece erro, minimiza crise com BB e fará mudanças nas quadras

Bruno Voloch

13 de novembro de 2020 | 07h39

A CBV, aparentemente, reconheceu que errou.

O blog apurou que os responsáveis pela Superliga procuraram os árbitros, clubes e representantes dos jogadores para resolverem as primeiras pendências relativas aos novos pisos instalados nas quadras do BRASIL afora.

A primeira mudança será na linha que divide a quadra e na dos 3 metros, hoje inacreditavelmente a cor branca é usada criando adversidades para arbitragem e atletas durante a partida contrastando com o amarelo exigido pelo Banco do Brasil.

Várias cores foram sugeridas e deve prevalecer o azul, exceção do fundo de quadra.

Vermelho, verde e laranja foram cogitados, mas conforme o blog antecipou, as mesmas representam as cores de concorrentes do Banco do Brasil, como Bradesco, Sicoob e Itaú, por isso foram vetadas.

A tendência é que o azul seja usado no máximo em duas rodadas, aposentando de vez o branco.

A segunda etapa será alinhar com os clubes a manutenção dos novos pisos, motivo de reclamação da maioria. Inapropriado, já que sequer foi testado, os novos equipamentos, segundo os jogadores, não passam segurança, o molhado se esconde, escorregam em demasia e colocam em risco a integridade física dos atletas.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.