Bento vira ‘bicho-papão’ da Superliga

Bruno Voloch

06 de março de 2016 | 09h49

São 4 vitórias nos últimos 5 jogos. E olha que se não fosse a mão grande em Campinas, Bento Gonçalves o aproveitamento poderia ser ainda melhor.

Não importa.

Bento Gonçalves se transformou na grande sensação da reta final da fase de classificação da Superliga.

Bento-Võlei-640x425

Enquanto Sesi e Minas despencam, o time gaúcho está em ascensão e não para de ganhar.

A última vítima foi Montes Claros que não resistiu e caiu por 3 sets a 1. Bento teve recorde de público, Bento viu o argentino Ocampo desequilibrar e foi arrasador na rede com 15 pontos de bloqueio contra 5 do adversário.

O resultado além de ter classificado a equipe para os playoffs deixa Bento provisoriamente na sexta colocação. Bento porém pode ir além.

Se vencer o clássico contra o Voleisul na última rodada e o Minas derrotar Montes Claros na quarta-feira, Bento terminaria a fase de classificação na honrosa quinta posição.

Quinto, sexto ou sétimo, não importa, Bento atingiu a meta que era ficar entre os 8, objetivo que não parecia tão simples assim no início da competição.

Bento viu que é possível andar mais. Fato. Bento pode jogar de igual para igual contra  Campinas e Sesi.

O segredo, e Paulão sabe disso, é manter os pés no chão, conter a euforia, controlar a ansiedade e evitar o famoso oba-oba, natural após as sucessivas vitórias.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.