Bota o Pato, Rubinho! O pior cego é aquele que não quer ver.

Bota o Pato, Rubinho! O pior cego é aquele que não quer ver.

Bruno Voloch

08 de abril de 2018 | 08h49

A irresponsabilidade de Rubinho, técnico do Sesi, não tem limites. O pacto entre o treinador e Douglas Souza beira o ridículo. Não foi a primeira vez.

Foram 3 vezes consecutivas.

Renato Russomano, o bom e eficiente ponteiro passador, já tinha salvado o Sesi nas quartas de final contra o Corinthians. Nos dois jogos entrou no lugar de Douglas Souza e mudou a cara do Sesi.

Ainda assim, Rubinho deixou Pato, como é carinhosamente chamado, no banco para o jogo contra o Sesc.

Iludido e se achando o dono da verdade, manteve o protegido Douglas Souza entre os titulares. Obviamente teve que se render na metade da partida. Pato entrou e não saiu mais.

O Sesi venceu por 3 a 2 e abriu 1 a o na série.

A questão é saber até quando o ego desse rapaz vai continuar falando mais alto? Por que Rubinho protege tanto Douglas Souza? Será que os jogadores não opinam?

O pior cego é aquele que não quer ver.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: