BRASIL à la China para Zhu, está na final da VNL e ganha treino de luxo contra Turquia.

BRASIL à la China para Zhu, está na final da VNL e ganha treino de luxo contra Turquia.

Bruno Voloch

29 Junho 2018 | 12h37

Suelen divide opiniões e provavelmente não é unanimidade na seleção.

Mas justiça seja feita, a líbero da seleção jogou muito contra a China e merece todos os elogios. Ela foi o nome do jogo na vitória por 3 a 0.

Falar em Tandara é chover no molhado. Hoje foram 19 pontos, 6 a mais que a incrível Zhu, irreconhecível em quadra. Gabi segue dando sinais de evolução o que será importantíssimo quando vier o mundial, principal objetivo da temporada.

O BRASIL, insinuante, não ganhou o jogo por causa do bom aproveitamento no ataque. Venceu na defesa e no volume de jogo onde Suelen se destacou.

O bloqueio andou trabalhando bem idem.

A segunda vitória sobre a China em terras chinesas na VNL tira os Estados Unidos do caminho do BRASIL antes de uma eventual final.

O resultado coloca a surpreendente Turquia como adversária no sábado. Será basicamente um treino de luxo. Cair para a Turquia seria um tremendo mico. Não tem como.