BRASIL cai, se levanta em Ruse e terá Bolonha dos sonhos na segunda fase do mundial.

BRASIL cai, se levanta em Ruse e terá Bolonha dos sonhos na segunda fase do mundial.

Bruno Voloch

18 de setembro de 2018 | 18h27

Nem nos melhores sonhos o BRASIL imaginaria Bolonha com Bélgica, Austrália e Eslovênia. Mas não é sonho, é realidade.

A Holanda, quem diria, acabou sendo o fiel da balança e colocou a seleção brasileira na terceira fase do campeonato mundial. Sim, porque o BRASIL terá que ser muito incompetente para não se classificar jogando contra Bélgica, Austrália e Eslovênia.

Serão esses os adversários do BRASIL em Bolonha a partir da próxima sexta-feira.

Ninguém foi de ninguém em Ruse.

O BRASIL acabou com o tabu contra a França, caiu, se levantou rápido e beneficiado por uma improvável combinação de resultados saiu em primeiro.

A França ganhou do Canadá que venceu a Holanda que bateu o BRASIL que derrotou a França, ou seja, tudo igual.

O equilíbrio ou desequilíbrio, dependendo do ponto de vista, foi a performance surpreendente dos holandeses que tiraram a invencibilidade do BRASIL e colocaram a seleção na liderança quando derrotaram a França.

Diferente de Ruse, Bolonha terá o cenário dos sonhos para o BRASIL.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: