BRASIL deixa seleções sem saída

BRASIL deixa seleções sem saída

Bruno Voloch

29 de junho de 2020 | 09h17

As portas estão fechadas para o BRASIL.

E praticamente no mundo todo.

O blog apurou que é cada vez menor a possibilidade de jogar em 2020. Até onde o blog chegou, há uma sensação de conformismo entre os responsáveis.

Conformismo e preocupação.

A pandemia do coronavírus e os números em ascensão deixam a CBV, Confederação Brasileira de Vôlei, sem alternativas.

Ninguém quer receber o BRASIL. Convidar é a certeza de ouvir um sonoro não.

Julho, que começa na quarta-feira, já foi.

Agosto era esperança há 3 meses. Não é mais.

O cenário é de pessimismo.

Treinar é o máximo que as seleções poderiam fazer diante do quadro atual. Acontece que ninguém se sente seguro. E não é para menos.

 

 

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.