BRASIL precisa abrir os olhos.

BRASIL precisa abrir os olhos.

Bruno Voloch

08 Setembro 2018 | 19h35

Acabou Montreux para o BRASIL.

Campanha bem abaixo do esperado levando-se em conta a história do vôlei brasileiro no tradicional torneio na Suíça.

3 jogos, derrotas para Polônia e Itália, e uma vitória contra a Rússia. E que ninguém tenha coragem de lembrar os 3 a 0 contra Camarões.

A conclusão que se chega é que independentemente do que acontecer contra a Turquia, valendo o terceiro lugar, será preciso evoluir muito para chegar pelo menos ao pódio no mundial do Japão.

Hoje a seleção tem 3 problemas: passe, regularidade e confiança. Isso sem contar com os problemas físicos de algumas das principais peças de José Roberto Guimarães

Não me recordo de ver um time tão fragilizado na recepção, marca que acompanha a seleção desde a VNL. Só contra a Itália foram 30 erros.

A derrota no tie-break, assim como já tinha acontecido durante a VNL, é ruim. Mexe demais com o emocional e naturalmente diminui a confiança de um grupo que vem lutando contra as adversidades mas que não consegue convencer mesmo quando teve Tandara e Bia em quadra.