Brenda Castillo desbanca brasileiras e sobra na Superliga

Brenda Castillo desbanca brasileiras e sobra na Superliga

Bruno Voloch

23 Novembro 2016 | 10h31

Bauru acertou a mão. A líbero Brenda Castillo veio para fazer história no vôlei brasileiro.

O desafio era grande.

Primeiro sair do país de origem, segundo superar a cultura diferente e terceiro, talvez o mais complicado, fazer a diferença dentro de quadra, afinal é uma das estrangeiras de Bauru.

CuHwrtDWcAAkAoK

A resposta foi tão rápida quanto a adaptação ao BRASIL.

Impressionante.

Não dá para se agarrar as estatísticas que muitas vezes não condizem aos números aplicados, mas no caso de Brenda não tem como errar. Ela não deixa.

Em 5 rodadas a líbero de Bauru sobra na turma e lidera os fundamentos recepção e defesa.

Brenda tem muitos méritos até porque a concorrência não é pequena e de bom nível por aqui, o que valoriza ainda mais o aproveitamento dela.

O Rio tem Fabi, bi campeã olímpica. Osasco conta com Camila Brait. Isso sem esquecer de Léia, do Minas, que jogou a última olimpíada.

Brenda é o típico caso de investimento que deu certo.