Camejo obtém cidadania e Rússia avalia processo para ter jogador na Olimpíada de 2020.

Camejo obtém cidadania e Rússia avalia processo para ter jogador na Olimpíada de 2020.

Bruno Voloch

22 Junho 2018 | 08h02

Oreol Camejo, natural de Cuba, já tem cidadania russa.

O jogador irá disputar a quinta temporada no país. Camejo renovou contrato com o Zenit St. Petersburg. Ele passou dois anos vestindo a camisa do Lokomotiv Novosibirsk.

Camejo, 31 anos, atuou no vôlei brasileiro entre 2010 e 2012 quando defendeu Araçatuba.

Agora os dirigentes da Rússia vão dar entrada no processo que poderá permitir que Camejo atue pela seleção. Como não joga por Cuba desde 2008, o atleta terá que cumprir o prazo de 2 anos estipulado pela FIVB, Federeção Internacional de Vôlei.

Se a documentação estiver completa e correta atendendo as exigências da entidade máxima, Camejo estará apto para jogar a Olimpíada pela Rússia em 2020.