Carregando o Minas nas costas

Carregando o Minas nas costas

Bruno Voloch

23 de novembro de 2019 | 07h57

Por muito pouco a casa não caiu para o Minas na quarta rodada da Superliga.

A vitória dramática contra o Pinheiros por 3 sets a 2, quando teve 14/12 contra, expôs mais uma vez a deficiência do time nas pontas. Macris continua inteligentemente fazendo o Minas andar pelo meio com Gattaz e Thaísa, disparada a melhor jogadora em quadra.

E só poderia ser por ali mesmo, porque se depender das estrangeiras…

Aliás, tem sido assim.

Algo rotineiro desde o início da temporada apesar da perda do título estadual.

Se a diretoria do Minas errou grotescamente na escolha nas pontas, acertou em cheio trazendo Thaísa de volta. Impressiona a forma física e técnica da jogadora, assim como rápido entrosamento com Macris.

Ela e Gattaz juntas, pelo menos até aqui, vão carregando o invicto o Minas nas costas.

 

Tendências: