Castellani escancara parceria e desafia Taubaté que volta à estaca zero

Castellani escancara parceria e desafia Taubaté que volta à estaca zero

Bruno Voloch

20 Dezembro 2018 | 14h50

Daniel Castellani, técnico de Taubaté, não resistiu.

Os compromissos firmados antes da temporada, privilegiando os argentinos do elenco, continuam falando mais alto na hora de escalar o time. E o treinador não faz a menor questão de esconder a política que hoje impera no clube.

Enquanto os dirigentes continuam fazendo vista grossa, Castellani faz o que bem entende dentro de quadra. Se a presença de Rapha entre os titulares deixou no ar esperança de dias melhores, a barração inexplicável de Lucarelli para o jogo contra Itapetininga evidenciou o esquema e a proteção aos compatriotas.

Com Uriarte em baixa, o favorecido da vez foi Facundo Conte que saiu jogando, enquanto Lucarelli ficou no banco.

Taubaté, desfigurado, conseguiu perder por 3 a 1.

Lucarelli jogou parte do terceiro set e todo quarto set marcando mais pontos que Conte.

E assim caminha Taubaté sob comando de Castellani, hoje quarto colocado e ameaçado de perder a posição para Maringá, próximo adversário.