CBV convida Caramuru e mantém lema: Superliga sinônimo de quantidade e não qualidade

CBV convida Caramuru e mantém lema: Superliga sinônimo de quantidade e não qualidade

Bruno Voloch

13 de julho de 2020 | 10h11

Agora Caramuru.

O blog apurou que o clube paranaense foi convidado pela CBV, Confederação Brasileira de Vôlei, para ocupar a vaga deixada oficialmente por Maringá.

O que isso significa dizer?

Simples, o que todo mundo sabe: para a entidade o que importa é quantidade e não qualidade.

Estilo ‘fazemos qualquer negócio’.

Ter 12 times, independentemente da credibilidade e garantias financeiras, é o que conta. A bomba acaba estourando nas mãos dos jogadores colocados irresponsavelmente por determinados empresários em Caramuru.

Para se ter uma noção, Caramuru, até onde o blog chegou, paga na justiça acordos da temporada 2018/19. Nunca foi confiável, devedor-mor da Superliga e agora premiado pela CBV.

Por essas e outras que não dá para levar a sério.

 

 

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: