CBV se defende mas cai em contradição sobre Sul-Americano pretendido por Taubaté

CBV se defende mas cai em contradição sobre Sul-Americano pretendido por Taubaté

Bruno Voloch

01 Junho 2018 | 14h13

Procurada pelo blog, a CBV, Conderação Brasileira de Vôlei, se pronunciou sobre o interesse de Taubaté em sediar o Sul-Americano em 2019.

A CBV diz que ‘diferente do noticiado, quatro clubes já demonstraram interesse em sediar o Campeonato Sul-Americano: Minas, Montes Claros, EMS Taubaté Funvic e Sesi-SP. Porém, esta é uma competição da Federação Sul-Americana e não da Confederação Brasileira. E a CBV ainda não recebeu, e aguarda, pelo caderno de encargos para, então, poder encaminhar aos clubes interessados’.

O blog divulgou hoje cedo que Taubaté cobra uma decisão da CBV.

O blog tem informações de que apenas Taubaté, via prefeitura, enviou ofício confirmando interesse em sediar o evento.

O Cruzeiro, maior interessado, ‘usaria’ Montes Claros, hoje sem time, ou as instalações do Minas, que entraria como convidado se for sede, para fazer valer a posição e prioridade como campeão brasileiro.

O Sesi, até agora, assim como os demais, não enviou ofício destacando vontade em receber o evento, ou seja, contradizendo o que diz a CBV.

Taubaté, em fevereiro, ou seja há 4 meses, atendendo solicitação da própria CBV, foi o primeiro e único clube que manifestou e deu garantias para o Sul-Americano.

Por sinal, ainda segundo o blog levantou, a competição que esse ano foi jogada em Montes Claros tinha sido oferecida para Taubaté que recusou alegando que apenas em 2019 poderia receber o torneio.