China corre risco de perder Mundial de Clubes para a Itália em 2020

China corre risco de perder Mundial de Clubes para a Itália em 2020

Bruno Voloch

28 de julho de 2020 | 10h33

Ainda não é oficial, mas a China corre sério risco de não conseguir sediar o Mundial de Clubes em 2020.

As autoridades chinesas, até onde o blog apurou, não se sentem seguras para receberem e garantirem o evento. Nem esse e nem qualquer outro.

Pelo menos por enquanto.

As portas então se abrem para a Itália.

A FIPAV, Federação Italiana de Vôlei, considera a pandemia do coronavírus controlada.

O otimismo é tão grande que os dirigentes afirmam nos bastidores que Civitanova, masculino, e Pesaro, feminino, estariam prontos para sediarem os eventos em dezembro.

A Itália, vale lembrar, tem os atuais campeões do mundo: Lube Civitanova e Conegliano.

Caso os torneios sejam confirmados pela FIVB, Federação Internacional de Vôlei, na China ou na Itália, o BRASIL será representado pelo Cruzeiro e Minas, atuais campeões continentais.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: